Morhan Nacional:

O II Encontro dos Antigos Asilos-colônia de Hanseníase do Estado de São Paulo reuniu representantes da área de saúde e de pacientes e ex-pacientes, nos dias 22 e 23 de junho, no Hotel Excelsior, na capital paulista. O evento, sob a coordenação da Divisão Técnica de Hanseníase do estado, teve como objetivo a discussão dos resultados do censo dos usuários dessas instituições. Na ocasião, foram apresentadas propostas de moradores, gestores, profissionais da área e  movimentos sociais, culminando com diretrizes e encaminhamentos. O coordenador nacional do MORHAN, Artur Custódio Moreira de Souza, lembrou que “o Movimento sempre acompanhou o andamento das colônias, até porque nasceu dentro de um antigo hospital-colônia. É importante ressaltar que para cuidar das pessoas segregadas, é necessário que se avance na questão do financiamento para esses moradores e para as colônias”, advertiu. Entre as propostas de consenso estão a que prevê o encaminhamento da discussão da questão dos laudos médicos e da legalização das terras onde vivem antigos pacientes das colônias. Colaborou: Claudia Silveira O evento também contou com a participação Luis Roberto Barradas Barata, secretário estadual de Saúde (SP); Maria Aparecida de Faria Grossi, do Programa Nacional de Controle da Hanseníase do Ministério da Saúde; Célia Maria  S. de Souza Aranda, coordenadoria de Controle de Doenças da Secretaria Estadual de Saúde (SES/SP);  Ricardo Tardeli, da Coordenadoria de Serviços de Saúde (SES/SP) e  Mary Lise C Marziliak, da Divisão Técnica de Hanseníase (CVE – SES/SP).
Compartilhe: