Morhan Nacional:

Representantes do MORHAN participaram do lançamento da Revista de Direitos Humanos, realizado ontem (10) no Corcovado, onde o Cristo Redentor estava iluminado de azul em comemoração aos 60 anos de Direitos Humanos. Benedita da Silva, da Secretaria de Direitos Humanos, comentou a tristeza da presença constante de crianças que dormem nas ruas de Copacabana, e solicitou uma celebração pela união de ministérios, governos, movimentos sociais e sociedade para esta data.   O reitor Cândido Mendes agradeceu o ministro Paulo Vannuchi por escolher o Rio de Janeiro como a capital brasileira dos Direitos Humanos. O padre Ricardo Rezende, presidente do Movimento Humanos Direitos (MHD) falou sobre o evento realizado no mesmo dia, por  mulheres que perderam seus familiares por ações arbitrárias da polícia. Representantes da segurança pública também participaram do evento, pedindo que exista conscientização da sociedade para o fator segurança no Brasil, em especial no Rio de Janeiro.   O Ministro Paulo Vannuchi agradeceu a presença do MORHAN e do MHUD, afirmando a importância da luta dos movimentos sociais no Brasil em prol dos menos favorecidos, elogiou o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) e sugeriu que se crie uma polícia para os Direitos Humanos, “que possa cobrar e garantir o cumprimento das leis relativas a estes”.     Foto: Participantes do MORHAN com o ministro de Direitos Humanos Paulo Vannuchi.  
Compartilhe: