Morhan Nacional:

A segunda dose da vacina BCG não vai mais ser aplicada em crianças de seis a dez anos a partir desta quinta-feira ( 01.06). A recomendação é do Programa Nacional de Imunizações (PNI), ligado ao Ministério da Saúde, que comprovou a baixa eficácia da segunda aplicação da vacina no combate à tuberculose. As duas doses de BCG haviam sido recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 1995, mas o órgão suspendeu a recomendação após divulgação de novas pesquisas que comprovam que uma única dose, ainda na maternidade, é suficiente para a imunização. "Os pais podem ficar tranqüilos porque as unidades de saúde de Várzea Grande irão manter a vacinação nas primeiras horas de vida da criança, que é a que realmente protege", lembrou a diretora de vigilância em saúde de Várzea Grande, Marta Teresinha Frizon. Segundo ela, a recomendação para as duas doses será mantida apenas para pessoas que convivem com portadores de hanseníase porque, segundo a pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde, a segunda dose da BCG reduz a probabilidade de contração do bacilo de hansen, que provoca a doença.
Compartilhe: