Morhan Nacional:

Janeiro Roxo - Em Recife/PE, ação chama a atenção para a importância do diagnóstico precoce da hanseníase

JANEIRO ROXO

Em Recife/PE, ação chama a atenção para a importância do diagnóstico precoce da hanseníase

O último domingo de janeiro é o Dia Mundial das pessoas atingidas pela Hanseníase e o Dia Nacional de luta contra a doença

 

No Janeiro Roxo, mês em que campanhas em todo o mundo chamam a atenção para a hanseníase, o Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan) promove ações regionais, nacionais e internacionais para multiplicar uma informação potente e que precisa ser amplamente conhecida: hanseníase tem cura! Em Pernambuco, a campanha vai movimentar a Praça do Carmo, no centro de Recife, no dia 24 de janeiro, das 9h às 15h30.

 

Haverá atendimento de saúde com profisisonais médicos e enfermeiros, busca ativa por casos não diagnosticados, distribuição de material educativo e esclarecimento de dúvidas sobre a doença, seu tratamento e sua cura. A ação é uma realização do Morhan de Pernambuco em parceria com a Cordenação Municipal de Hanseníase de Recife e a Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE), com o apoio de estudantes de enfermagem da FENSG- UPE.

 

Atividade em Paulista/PE

Outra cidade pernambucana que receberá ações do Janeiro Roxo do Morhan é o município de Paulista. No dia 30 de janeiro, será realizada a Caminhada de Conscientização da Hanseníase, a partir das 8 horas, na Praça "C", localizada no bairro da Mirueira. O núcleo Morhan/Recife será apoiador da iniciativa, promovida pela Secretaria Municipal de Saúde do Paulista, através da coordenação de Hanseníase e em parceria com a USF Mirueira, Centro Social da Mirueira e Hospital Geral da Mirueira.

 

Cenário preocupante

O Brasil é o país com o maior número de casos novos proporcionais de hanseníase no mundo. Em 2016, o país registrou 25.218 novos casos da doença, o que representa uma taxa de 12,23 novos casos a cada cem mil habitantes. No mesmo ano, Pernambuco registrou 1.856 novos casos de hanseníase, uma taxa de 19,72 casos novos por cem mil habitantes.

 

Hanseníase tem cura! Saiba mais sobre sinais e sintomas no link: http://www.morhan.org.br/sobre_hanseniase

 

 

:: Atenção jornalistas para a terminologia correta ao falar sobre hanseníase, saiba mais aqui ::

 

 

Utilidade pública:

A população pode se informar sobre a doença, como funciona o tratamento, que serviços procurar e muito mais sobre hanseníase através do TeleHansen e do ZapHansen do Morhan:

 

TELEHANSEN 0800 026 2001

 

ZAPHANSEN (21) 97912 0108

Compartilhe: