Morhan Nacional:

O Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (MORHAN) vem tornar pública a sua posição em relação à possibilidade da antiga colônia de Curupaiti, em Jacarepaguá, receber os índios retirados da Aldeia Maracanã, na manhã desta sexta-feira, 23/03. O Morhan atua há mais de três décadas no enfrentamento do preconceito e do estigma ainda associado à doença, sendo um movimento que valoriza e busca a garantia dos direitos humanos.

 

 

 

 


Em função disso, deixamos claro que o Morhan não se opõe a chegada dos índios, que serão bem recebidos pela população que hoje vive na antiga colônia. Porém, a ocasião é oportunidade valiosa para uma reflexão sobre como a sociedade lida com o problema das populações historicamente excluídas. As pessoas atingidas pela hanseníase e os indígenas, que lutam pela manutenção de sua identidade étnica e pelo exercício de sua cidadania, fazem parte deste grupo.

 

 

 

 


Estamos à disposição e acreditamos no melhor desfecho para o impasse que se estabeleceu em torno da questão.

 

 

 

 


Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase

Compartilhe: