Morhan Nacional:

A Carreta da Saúde, que está em Maracanaú (CE), passou no final do mês de setembro e início de outubro pelo município de Sobral, também no Ceará. Foram 981 atendimentos entre os dias 24.09 e 05.10 e dez casos confirmados de hanseníase – entre eles, em uma criança menor de 15 anos. “Isso nos faz crer que esse agravo não está controlado nesse município e que cada vez mais precisamos de apoio como esse que nos foi dado através da parceria Morhan/Novartis”, afirma a Gerente de Vigilância Epidemiológica de Sobral, Sandra Maria Carneiro Flôr.

 

A organização da campanha foi pelo núcleo Morhan Sobral, em parceria com a Gerência da Vigilância Epidemiológica e Secretária de Saúde do Município de Sobral.

 

“Foram momentos ricos de trocas de experiências, onde a equipe multiprofissional se reunia para discutir casos, sem contar que durante o atendimento da carreta alguns pacientes em tratamento compareceram para realização de exames de prevenção de incapacidade com a fisioterapeuta que ali se encontrava”, relata Francisco Jocilânio Neves, coordenador do Morhan Sobral, que informou ainda a confirmação de dois casos de hanseníase, entre os 10, em pacientes oriundos de Fortaleza e Forquilha.

 

“Com a chegada da carreta da saúde, conseguimos levar para mais perto da comunidade orientações sobre sinais e sintomas da hanseníase e profissionais de saúde capacitados no diagnóstico da doença”, avalia Sandra Maria.

A equipe envolvida na Carreta da Saúde, em Sobral, foi composta pelos seguintes profissionais

Médicos: 12
Enfermeiros: 09
Técnicos de enfermagem: 07
Bioquímicos: 02
Técnicos de Laboratório: 02
Fisioterapeuta: 06
Vigilantes: 14
Serviço Geral: 07
Voluntários do Morhan: 08
Terapeuta :04

Compartilhe: