Morhan Nacional:

Morhan comemora 30 anos de fundação no Acre

O Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan) completa, neste mês, três décadas de fundação no Acre. Para lembrar a data, seus membros se reúnem, logo mais, às 9h, na Catedral Nossa Senhora de Nazaré, para avaliar as ações desenvolvidas ao logo dos seus 30 anos de história.
“Reuniremos todos aqueles que nos ajudaram nessa caminhada. Será um momento para avaliar nossa história”, afirmou um dos fundadores da entidade, Roberto Santi.
O Morhan é uma entidade sem fins lucrativos que auxilia pessoas atingidas pela hanseniase e a sociedade em geral com informações sobre a doença com o objetivo de reduzir o preconceito e incentivar a busca pelo tratamento.
Nos últimos dez anos houve redução de 98% dos casos de hanseníase em todo o Estado. Antes, o Acre registrava anualmente 110 casos da doença para cada mil habitantes. Hoje este número caiu para apenas dois casos. Coordenador da instituição, Elson Dias avalia os dados. “Mesmo com este bom resultado não devemos ficar de braços cruzados. Temos que continuar nossas campanhas de combate à hanseníase”.

(Fonte: Jornal Página 20)

Compartilhe: