Morhan Nacional:

Sapucaia/RJ contra a Hanseníase

Carretinha da Saúde promove diagnóstico e prevenção da hanseníase entre os dias 04 e 06 de junho na cidade

 

A Carretinha da Saúde, unidade móvel para diagnóstico imediato da hanseníase, estará em Sapucaia de 04 a 06 de junho, para auxiliar o município a identificar casos da doença e difundir informações sobre prevenção, tratamento e contra o preconceito. A iniciativa é uma parceria do Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase (Morhan) com a Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro e Secretarias Municipais de Saúde, através do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde (COSEMS RJ) e da ONG RIOSOLIDÁRIO. A ação em Sapucaia será concentrada nos bairros do Centro, Anta e Pião, das 9h às 16h. 

 

Unidade móvel adaptada, a Carretinha da Saúde possui três ambulatórios, palco para atividades de educação em saúde, sala de espera e acolhimento com recursos multimídia e climatizada e elevador para pessoas com deficiências. Além do diagnóstico da hanseníase e da difusão de informações sobre a doença serão desenvolvidas ações culturais para prevenção da saúde. A mobilização em torno do tema na cidade foi iniciada há uma semana em escolas públicas da região. 

 

“O diagnóstico precoce é fundamental para que o tratamento – gratuito e disponível no SUS – seja realizado com sucesso, evitando a transmissão da doença para outras pessoas e a ocorrência de seqüelas”, ressalta o coordenador nacional do Morhan, Artur Custódio. Segundo ele, a informação é a melhor estratégia para reduzir a incidência da hanseníase na população brasileira e combater o preconceito que ainda envolve a doença. “Apesar de a hanseníase ter elevados índices de cura, o Brasil ainda é o primeiro país no ranking mundial de prevalência da doença. Esta triste realidade é fortemente influenciada pelo preconceito, que afasta pacientes do diagnóstico e das unidades de saúde. Por isso, a informação é o melhor remédio”, avalia. Segundo o Ministério da Saúde, cerca de 47 mil novos casos de hanseníase são identificados no país a cada ano – 8% deles em menores de 15 anos.

 

 

Sobre a hanseníase

 

O que é hanseníase?

A hanseníase é uma doença infecciosa crônica, causada pela bactéria Mycobacterium leprae e pode ser paucibacilar (PB) – quando o paciente apresenta de uma a cinco manchas pelo corpo – ou multibacilar (MB) – quando são encontradas mais de cinco manchas. Quando são paucibacilares, os pacientes não transmitem a doença. Os multibacilares sem tratamento, porém, podem transmitir o bacilo através das secreções nasais ou saliva. Pacientes em tratamento regular e pessoas que já receberam alta não transmitem a doença. O período de incubação, da infecção à manifestação da doença, tem duração média de três anos e a evolução do quadro clínico depende do sistema imunológico do paciente. Por essa característica, a hanseníase é mais comum em populações de baixa renda, desprovidas de condições adequadas de moradia, trabalho e transporte que tendem a contribuir para a disseminação do bacilo da doença para um número maior de pessoas. 

 

Sintomas

Manchas brancas ou avermelhadas sem sensibilidade para frio, calor, dor e tato; Sensação de formigamento, dormência ou fisgadas; Aparecimento de caroços e placas pelo corpo; Dor nos nervos dos braços, mãos, pernas e pés; Diminuição da força muscular.

 

Diagnóstico

A identificação da doença é essencialmente clínica, feita a partir da observação da pele, de nervos periféricos e da história epidemiológica. Excepcionalmente são necessários exames laboratoriais complementares, como a baciloscopia ou biópsia cutânea.

 

Tratamento

A hanseníase tem cura e quando tratada em fase inicial não causa deformidades. O tratamento, denominado poliquimioterapia (PQT), é gratuito, administrado via oral e está disponível em unidades públicas de saúde de todo o Brasil. Para pacientes que apresentam a forma paucibacilar (PB) da doença, a duração do tratamento é de seis meses e para os que apresentam a forma multibacilar (MB), o tratamento dura um ano. Concluído o tratamento com regularidade, o paciente recebe alta e é considerado curado.

 

 

SERVIÇO:

Carretinha da Saúde em Sapucaia

Dia 04 de junho – Centro, Praça da Árvore Grande

Dia 05 de junho – Anta, Praça de Anta

Dia 06 de junho – Pião, em frente ao posto de saúde 

O atendimento será realizado de 9h às 16h.

 

CONTATO

Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela Hanseníase - MORHAN

Renata Fontoura - 21 9615 0648

Bel Levy - 21 7240 4488

imprensa.morhan@gmail.com

Compartilhe: