Morhan Nacional:

Presidente Dilma recebe voluntários do Morhan da Colônia de Santa Izabel/MG

O MORHAN, Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas pela hanseníase,  foi recebido pela presidenta Dilma nessa manhã de Sexta-Feira na cidade de Betim-MG. O movimento ofereceu flores à Presidenta em homenagem ao dia das Mães e pediu apoio na criação do grupo de Trabalho que vai levantar a situação dos "Filhos Separados" pela política de isolamento compulsório. 
 
Na oportunidade, o vereador de Betim e voluntário do Morhan, Vila, agradeceu a presidenta o apoio que o Governo Federal tem disponiblizado nos Deferimentos da Pensão Especial aos ex-portadores de hanseníase Lei 11.520/07 e reforçou a importância de o Estado brasileiro propor uma forma de reparar as crianças que foram separadas de seus pais. 
 
Dona Conceição Alvim de 78 anos, internada na Colônia Santa Izabel desde 1959, entregou à Presidenta um arranjo de flores em homenagem ao dia das mães e relatou a ela a esperança que guarda no coração  de reencontrar seu filho nascido na Colônia Santa Izabel em 1960 e desaparecido no Preventório São Tarcísio.

 

Maria Luiza, representante dos "Filhos Separados", conversou com a Presidenta Dilma e contou detalhes dos anos em que foi obrigada a morar nas instituições criadas para esse fim. O coordenador do Morhan Minas Gerais, Thiago Flores, entregou à Presidenta uma carta do Movimento, relatando a importância da criação do Grupo de Trabalho. Na ocasião, também foi entregue uma cópia do projeto de pesquisa  "Órfãos Por Imposição do Estado", desenvolvido na Puc Minas, que relatava a situação em que se encontra atualmente essas pessoas.

 

 Dilma saudou cada membro do movimento e  externou sua satisfação  com a homenagem recebida.   Disse que era um prazer conhecer  cada um, e relatou ter conhecimento das reinvindicações do Morhan. Em seguida, se comprometeu a ler os documentos entregues. A Presidenta ainda aceitou se encontrar, em junho, com  o embaixador para a Hanseníase na Organização das Nações Unidas (ONU) e presidente da Nippon Foundation, Yohei Sassakawa

Compartilhe: