Morhan Nacional:

Nesta segunda-feira (20), às 8h30, foi realizada a cerimônia de reinauguração do Centro de Convivência Antônio Justa, que se dedica ao tratamento da hanseníase no município de Maracanaú, a 40 km de Fortaleza (CE). O evento coincide com a semana da prevenção da hanseníase no município, promovido pelo MORHAN Maracanaú. Em 2005, a Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) investiu, através do Programa Nacional de Eliminação da Hanseníase, na humanização e reestruturação de 15 hospitais-colônia em situação de maior precariedade. No Ceará, além da Colônia Antônio Justa, foi reformada a Colônia Antônio Diogo, em Redenção, distante 50 km de Fortaleza. A meta para atingir a prevalência de um caso de hanseníase por 10 mil habitantes é dezembro de 2010 em cada município brasileiro, com atenção especial às crianças contaminadas, para que, com o tratamento adequado, seja quebrada a cadeia de transmissão familiar. Só no ano passado, o Ceará registrou uma taxa de prevalência de 1,76/10 mil habitantes. Os compromissos dos gestores resultaram de imediato no aumento de unidades de saúde que realizam diagnóstico e tratamento de hanseníase. No Estado, houve um incremento dessa cobertura de 13,59% (1.214 unidades em dezembro de 2004 para 1.379 em dezembro de 2005).
Compartilhe: