Morhan Nacional:

 O Brasil continua engajado na luta contra a hanseníase. Do nordeste ao centro-oeste, surgem campanhas com o intuito de informar a população e capacitar profissionais. Em Pernambuco, a partir desta segunda-feira (30), noventa agentes comunitários de saúde do município de Moreno estarão sendo capacitados para o diagnóstico da hanseníase. A ação faz parte da campanha para eliminação da doença, que a secretaria de saúde da cidade estará implantado. A aula tem início às 14h, no salão paroquial da Igreja Matriz Imaculada Conceição. Os profissionais deverão ser informados, com o objetivo de aumentar a detecção de casos da enfermidade, através do combate à desinformação e ao preconceito da população. Segundo o site Pernambuco.com, a programação prossegue até o dia 10 de novembro. Na terça, a partir das 8h, cinqüenta agentes jovens estarão participando da capacitação. Já no dia 1º de novembro, outros 50 agentes jovens vão participar da mesma atividade, desta vez na sede do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) no distrito de Bonança. Serão realizadas também palestras de esclarecimento para professores e alunos de escolas públicas e particulares, associações de bairro e pessoas na terceira idade. No dia oito de novembro, os agentes comunitários e de saúde da família farão uma busca ativa de pacientes nos dez bairros da cidade. Por fim, dia 10 de novembro, a campanha será encerrada com uma solenidade aberta ao público, a partir das 19h, no Société Esporte Clube. Será apresentado ainda um perfil epidemiológico da hanseníase na cidade, além de uma peça teatral e uma palestra temáticas. O município de Dourados (MS), por intermédio da Secretaria Municipal de Saúde, continua com a Campanha da Tuberculose e Hanseníase até 10 de novembro, nas unidades básicas de saúde e nas equipes de Saúde da Família. A campanha começou em 9 de outubro e teve o dia “D” no último sábado (21), no Centro de Saúde Tipo A. No ano passado Dourados registrou 71 casos novos de tuberculose e 44 casos de hanseníase, sendo a prevalência de 2,4 por 10 000 habitantes, de acordo com o site "Agora MS". Ainda no Mato Grosso do Sul, o Hospital São Julião (referência no tratamento de hanseníase) realiza o Curso de Prevenção de Incapacidade Física em Hanseníase. Entre hoje (30) e quarta-feira (1º/11), 80 profissionais de todo o Estado vão se qualificar, por meio de palestras e atividades práticas, no tratamento da doença.
Compartilhe: