Morhan Nacional:

A Comissão dos Filhos que Foram Separados pelo Isolamento Compulsório divulga o 1º Encontrão dos Filhos que Foram Separados pelo Isolamento Compulsório. O evento, que será realizado no dia 20 de março, no Centro Esportivo Cultural e Lazer do Pirapitingui, de 8:30 às 17:00, busca reunir o maior número de filhos do Estado de São Paulo e do Brasil, para confraternizar e manter a unidade do movimento, que busca reconhecimento público e do Governo Federal, sobre o holocausto vivido por todos com a separação dos pais e suas famílias. A inscrição é gratuita mandando o seu nome, endereço, RG, e se pertence a algum núcleo do MORHAN, para o e-mail: antoniocarlos@infovendas.com.br. Informações: 11-4168-1108 ou 6776-0230 Confira a programação: Início: 8:30 às 10h - Credenciamento e recepção dos participantes - Café da Manhã (para autoridades e artista disponibilizado no anexo) - Entrega de kits para os  participantes. 10h: - Hasteamento da Bandeira e Hino nacional, com cerimonial cedido pela Prefeitura da Estância Turística de Itu/SP. - Composição da mesa por autoridades presentes, coordenador nacional do MORHAN e artista voluntário disponibilizado para o evento. - Apresentação do evento pela Diretoria do MORHAN Barueri. - Abertura Oficial com a palavra do DD Prefeito da Estância Turística de Itu ou seu representante legal. - Artur Custódio, Coordenador Nacional do MORHAN conduz a partir daí o                                          evento e apresenta o trabalho do MORHAN pela indenização dos filhos e articula a mesa de trabalhos. 12h30: Intervalo para almoço e saída de autoridades 13h30: Encontro de Artur Custódio com os filhos – perguntas e respostas. 14h30: Nova formação de mesa, composta por: - Artur Custódio – Coordenador Nacional do MORHAN - Terezinha Yano – Coordenadora Estadual do MORHAN - Dra Maria Angela de Souza – Diretora do Hospital Francisco Ribeiro Arantes - Pirapitingui - Dra Mary Lise Carvalho Marzliak - Médicos convidados Esta formatação de mesa objetiva ouvir pacientes, ex-pacientes, moradores e filhos de colônias do Estado de São Paulo nas suas questões de moradia e tratamentos. 17h: Encerramento
Compartilhe: