Morhan Nacional:

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) estará aproximando da população, mais uma vez, as inúmeras ações realizadas pelas coordenações ligadas ao Departamento de Atenção à Saúde (DAS), no âmbito da prevenção e da educação em saúde. Após desenvolver essas ações integradas no presídio Baldomero Cavalcante e na unidade de saúde Hamilton Falcão, a equipe centraliza seus trabalhos hoje (17), a partir das 8h, no PAM Bebedouro. Criada com o objetivo de ampliar e intensificar a oferta de serviços, estendendo as ações das unidades às comunidades, a iniciativa envolverá as coordenações de Saúde Bucal, Farmácia, Saúde do Idoso, Hiperdia, Saúde Mental, Saúde da Criança , Educação em Saúde e os programas municipais de Imunização (PNI), DST/AIDS, Tuberculose e Hanseníase. Apesar de centralizar o maior número de atividades no PAM Bebedouro, as equipes também realizarão ações nas escolas da região (Bonifácio da Silveira e Alberto Torres), no asilo Luísa de Marillac, na Casa Projeto Thalita, no CAPS Sadi Carvalho, no Juvenópolis e em um prostíbulo local.“Estamos trabalhando de forma mais intensa para sensibilizar a população, cada vez mais, para a necessidade de se prevenir contra essas doenças, fazendo também com que as comunidades tenham conhecimento sobre os serviços que têm à sua disposição nas unidades”, ressaltou a diretora do DAS, Dra. Nadja Tenório.Entre as atividades a serem desenvolvidas, estarão as orientações sobre o auto-exame da boca (para detecção precoce de lesões), higiene bucal, uso racional de medicamentos, prevenção da dengue, nutricional e de Crescimento e Desenvolvimento, vulnerabilidade do adolescente e prevenção de acidentes para o portador de deficiência; coleta de sangue para detecção de sífilis e HIV e de escarros, para tuberculose; teste de sensibilidade para hanseníase, de glicemia e de acuidade visual, além da aferição de pressão e da aplicação de vacinas (anti-tetânica, BCG e tríplice).Haverá ainda a divulgação dos trabalhos desenvolvidos pelos CAPS, aconselhamento coletivo e apresentação teatral em DST/AIDS e oficinas, a exemplo da “Cuidando do Cuidador”, que tem a finalidade de instituir uma cultura de humanização para promover um melhor acolhimento.“Com ações como essas, acreditamos obter uma melhora significativa dos indicadores de saúde do município”, afirma a coordenadora do Programa Municipal de DST/AIDS, Conceição Torres. (SMS)
Compartilhe: